Blog

A TERAPIA ONLINE FUNCIONA?

Sim, a terapia online funciona e muito bem. Com a pandemia de 2020/2021, tivemos que adentrar o mundo da conexão virtual de maneira intensa. E a grande maioria dos atendimentos psicológicos aconteceram via vídeo nesse período.


Essa modalidade de atendimento já havia sido reconhecida e regulamentada pelo Conselho Federal de Psicologia desde 2012. Segundo pesquisas, a terapia online é a modalidade que mais cresce no Brasil e já é comum em vários outros países.


Após esse período da pandemia atendendo intensa e exclusivamente pela modalidade online, minha confiança e expertise com relação a esse formato se aprofundou, assim como minha experiência em como tornar o encontro com cada cliente um encontro íntimo, profundo e transformador, independente de ser presencial ou online.


Por ser um formato mais novo e ainda desconhecido para algumas pessoas, descrevo aqui algumas das vantagens e especificidades do modelo de atendimento online, indo além da questão vinculada a pandemia e a redução do risco de contágio pelo Coronavírus:


· Uma das facilidades desse modelo é permitir a continuidade do processo terapêutico mesmo que haja mudanças de cidade, por parte do cliente ou do terapeuta. Isso se aplica principalmente para pessoas que viajam a trabalho, ou costumam mudar e viajar com frequência.


· Percebo também que é mais fácil o encaixe de agenda, uma vez que não precisa reservar tempo para o deslocamento até o consultório, para imprevistos envolvendo o transporte, como falta de vaga para estacionamento, engarrafamentos, acidentes, etc. É muitas vezes a melhor opção pra pessoas que residem afastadas dos grandes centros urbanos e teriam mais dificuldade para chegar até o consultório.


· Esse formato também permitiu o acesso a profissionais de outras cidades e até outros países,. Atualmente, atendo brasileiros que residem fora do Brasil, mas me procuraram por preferir fazer a terapia com uma profissional brasileira, indicada por pessoas que ela já conhecia e confiava no Brasil.


· Outra vantagem é a possibilidade de já estar em casa após uma sessão na qual o cliente se sentiu mais mobilizado emocionalmente. Imagina você acabando de acessar uma emoção profunda em uma sessão, rosto inchado de chorar e logo na sequência cruzar com pessoas desconhecidas no elevador ou enfrentar trânsito para chegar em casa? Essa é uma realidade frequente na terapia presencial. Enquanto no online, várias vezes eu concluo uma sessão sugerindo que o cliente se permita ficar com ele mesmo, ou até ficar deitado por mais um tempo após a sessão.


· Para algumas pessoas, não estar fisicamente presente no mesmo ambiente que o terapeuta atua de maneira muito positiva pro andar da terapia. Pra alguns, isso reduz as resistências a revelação, facilitando com que se vulnerabilizem e avancem mais rápido no processo terapêutico. Há inclusive aquelas que só aceitam fazer uma terapia por ser online e não estar fisicamente junto com o terapeuta. Ou seja, a terapia ficou mais acessível podendo alcançar pessoas que nunca fariam se só existisse o formato presencial. (Isso não é uma regra, obviamente, pois ainda há muitas pessoas que preferem o presencial)


É importante destacar que a terapia online não é a mais indicada para situações graves. Há situações que requerem um acompanhamento presencial e são contraindicadas para o formato online, como situações que envolvam crises psicóticas, por exemplo.


Um cuidado necessário para que a terapia online funcione bem, é que o cliente tenha um local com privacidade e sigilo para realização das sessões. Além de dispor de equipamentos para conexão como celular, tablet ou computador, associados a um bom sinal de internet.


O trabalho terapêutico online que eu desenvolvo, também inclui trabalhos com o corpo. Nas sessões eu mostro, explico e incentivo experiências com práticas corporais. E nesse formato, o cliente precisa estar de posse de um certo grau de autonomia para conseguir realizar as práticas em seu ambiente. Essa autonomia é de muito valor e eu acredito que ela possa ser até mais nutrida no modelo online do que no presencial.


A terapia presencial também tem suas vantagens em relação ao modelo online, certamente. Para algumas pessoas, ela será a preferência e até a mais indicada como comentei anteriormente. Entre algumas das características vou citar a possibilidade de que haja olhos nos olhos, às vezes algum toque e até abraço, por exemplo; O terapeuta conseguir ver o cliente de cima a baixo sem precisar fazer qualquer enquadramento que não seja mover os próprios olhos; Há também a criação de um ambiente pelo terapeuta, o clima e os efeitos gerados desde a sala de espera, que via de regra, tenta-se que sejam positivos para o processo.


Como a terapia presencial ainda é a mais conhecida e experimentada pela maioria das pessoas nas últimas décadas, me ative a descrever de forma mais extensa as especificidades do atendimento online. Espero ter contribuído para as reflexões e conhecimento sobre essa modalidade, que com certeza, veio pra ficar tanto no meu trabalho como de muitos outros colegas de profissão!

Featured Posts